Anna Munhoz

Era Anna Oliveira. Daí casei.

A Importância das Manhãs

Nem precisamos de muitos estudos científicos para termos certeza que as primeiras ações do nosso dia geram impactos até a hora de dormirmos. É só jogar na internet “importância dos hábitos matutinos” que encontramos um turbilhão de sites e textos com dicas para um dia produtivo, uma vida de sucesso mudando apenas suas atitudes pelas primeiras horas após acordar.

Esses artigos seguem um padrão nas listas de hábitos poderosos: escrever sobre o que você é grato, meditar, escrever suas metas diárias, comer um café da manhã saudável, exercícios físicos, etc. Mas há algo que nós, cristãos, podemos fazer que é muito mais importante e gera muito mais resultados: buscar a Deus pela manhã.

“De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ficou orando.” Marcos 1.35 (NVI)

Marcos 1.35 é só um dos versículos que mostram Jesus priorizando ter um tempo a sós com Deus. É interessante observar Marcos 1.21-39. Neste trecho da Bíblia, poderemos ter um vislumbre de um dia na vida de Jesus. Ele pregou, expulsou demônios, curou muitos e, basicamente, não teve sossego da multidão. Ainda assim, após um dia cheio, ele acordou mais cedo para ter um tempo sozinho com Deus.

Se sabemos que as primeiras ações do nosso dia influenciam no restante dele, por que insistimos em dar desculpas ao invés de priorizar a prática da oração, leitura da Bíblia e bons livros cristãos nesse período? Nosso dia não é nem tão cheio quanto era o de Jesus.

É claro que não mudamos hábitos do dia para a noite. Aos poucos, pequenas ações fazem diferença. Podemos começar nos conscientizando da importância das manhãs com Deus, lendo um capítulo da Bíblia, fazendo uma pequena oração entregando todas as atividades do dia para Deus, lendo um pequeno trecho de um livro cristão. Podemos começar o dia nos lembrando que sem o sacrifício dEle na cruz nós não poderíamos nem ter o privilégio de falar com Ele e ouvi-lO falar conosco.

Ouvir a Bíblia em áudio, podcasts cristãos e/ou devocionais de pastores fiéis à Palavra também são ótimas maneiras de se conectar com Deus pela manhã; mas o ideal é não ficar somente em conteúdo produzido por outros. Deus quer ter um contato íntimo com a gente. É muito importante caminharmos com “nossas próprias pernas” para buscar a Deus mesmo que comece no ritmo “devagar e sempre”.

Jesus buscava a Deus antes do dia nascer. Com a ajuda dEle, nós também podemos ter uma rotina de comunhão com o Senhor adaptada para a nossa realidade. É só começar a agir para buscar e depender de Deus.

Experimente! Busque a Deus de verdade quando acordar, lembre-se dEle durante o dia e agradeço-O sinceramente ao deitar. Elevar nossos pensamentos à Deus e entregar para Ele nossas preocupações, nos traz paz e alegria; muito mais do que fazer meditações e listas pessoais pela manhã.

“Bem-aventurados os que guardam as suas prescrições e o buscam de todo o coração (…). Tu ordenaste os teus mandamentos, para que o cumpramos à risca (…). Então, não terei de que me envergonhar, quando considerar em todos os teus mandamentos.” Salmos 119.2, 4 e 6 (ARA)

instagram | e-booksreceba os textos antes!

Anúncios

Nova Jornada

Após mais de seis meses afastada da escrita, ela me chamou de volta. O desejo de escrever sempre volta; mais cedo ou mais tarde. Já tentei ignorar, já tentei “copiar” técnicas alheias, já tentei escrever o que os autores que eu admiro escrevem e vou continuar tentando quantas vezes for necessário.

Última vez que me comprometi com a escrita, fui um pouco mais quem eu sou e o processo foi mais agradável e longo. Vamos tentar de novo e tentar mais coisas novas. Se ela continua voltando é porque há um propósito por aqui. Vou descobrir como abraçá-la e não a deixar ir embora outra vez.

Vou continuar com meus passinhos de formiguinha para sair da zona de conforto aos poucos. Um post por semana como antes; com mais textos fresquinhos e não rascunhos que estavam guardados. Continuo gostando de poesias e minicontos, mas também quero escrever mais textos sobre cristianismo, arte e temas que me interessam.

Vem comigo? Fiz uma nova lista de e-mails. Vou fazer diferente dessa vez. Para as pessoas que se cadastrarem na lista, o texto da semana será enviado antes de ir ao ar no blog. Ainda não estruturei os dias certinhos dos e-mails e das publicações aqui; mas e-mails irão antes. Isso é certeza.

Obrigada por ter lido o que escrevo até aqui. Espero que goste dos futuros textos e me acompanhe nessa nova jornada. Caso queira acompanhar tudo mais de perto, é só se inscrever AQUI. 😉

instagram | e-books

A Feminilidade Bíblica e a Esposa de Lutero, escrito por Valdecélia Martins

Há alguns dias completou-se 500 anos da Reforma Protestante, movimento que marcou a História e mudou toda a história da igreja. Lembro de estudar sobre a Reforma e as 95 teses na sétima série, porém Catarina Von Bora era um nome que eu não conhecia até há alguns dias.

Disponível na Amazon

Encontrei este livro por “acaso”. Deus sempre faz tudo com um propósito e não foi diferente quando comecei essa leitura, a princípio, despretensiosa.

Apesar de ter me interessado pelo livro devido ao “esposa de Lutero”, nome que não conhecia até então, foram os dois primeiros capítulos onde Deus mais esclareceu pontos e conflitos que havia em mim. É importante desvendar um pouco mais sobre as mentiras que o feminismo traz com sutis ferimentos aos princípios bíblicos junto com explicações sobre a ideia original do Criador e a maldição que a Queda trouxe aos papeis já determinados por Deus em Sua criação. Além disso, há uma pincelada sobre o chamado “Marxismo Cultura” e uma análise impressionante sobre o termo “auxiliadora idônea”; palavras muito mais profundas do que aparentam ser. Conhecer mais sobre o significado me trouxe uma nova perspectiva sobre o meu papel como esposa na vida do meu marido. Segue um trecho:

“É uma honra para uma mulher ajudar seu esposo, pois ajuda é uma palavra usada frequentemente, com referência ao próprio Deus na pessoa do Espírito Santo (…). Se Deus não está envergonhado de ser uma ajuda para pecadores decaídos, porque deveríamos nós olhar com desdém para Eva por ser a ajudadora do seu não-decaído esposo? Ser uma ‘ajudadora’ idônea não é uma posição degradante.” (pág 30)

O último capítulo é sobre a vida da Catarina Von Bora; porém senti falta das notas com referências, que havia constantemente nas outras seções do livro. Eu acreditava que iria amar esta parte do livro, mas as outras foram tão impactantes que esta última ficou fraca. Não deixa de ser importante e interessante conhecer sobre Catarina, mas não houve aquela mind-blowing que havia nas páginas anteriores.

Única coisa que deixou a desejar foi ter colocado a Wikipédia como referência. Todos sabem que a Wikipédia não é lá uma fonte confiável. É útil sim, mas não para colocar em referências se o objetivo é ter credibilidade no que foi escrito. Também faço uma observação para pequenas melhorias na revisão do texto. No mais, a autora está de parabéns com sua escrita fluída, clara, sucinta e bem construída ao realizar as ligações entre cada assunto tratado.

Recomendo muito. Leitura leve e rápida, que não deixa de ser profunda. O melhor da recomendação é que o e-book está disponível no Kindle Unlimited. 😉

*Links afiliados. Se você efetuar a compra através dos links deste texto, não irá pagar nada a mais e eu poderei ganhar uma pequena comissão. Obrigada!

Ainda não voltei definitivamente.
Apenas precisava compartilhar sobre este livro.

twitter | instagram | e-books

Voltando atrás

Às vezes, acontece de ignorarmos a intuição, tomarmos uma decisão e termos que voltar atrás. Vou voltar a tirar umas “férias” do blog. Eu preciso de mais tempo afastadinha daqui. Eu preciso fazer um compromisso maior com outras coisas.

Você pode me seguir no instagram ou facebook. Se tiver alguma novidade, ficarão sabendo por lá. 😉 Muito obrigada. ❤

Volto em 2018.

twitter | instagram | snapchat | e-books

Modificando a frequência de textos por aqui

Oi, oi!

Tenho um pequeno recadinho para vocês. O blog costumava ter posts todos os domingos na parte da manhã. Como ainda estou me adaptando à nova vida, não terminei a mudança, etc, vou mudar essa frequência.

Os posts continuarão sendo aos finais de semana (domingo), porém serão uma semana sim, uma semana não. 🙂

É isso! Obrigada à você que lê, comenta e compartilha meus textos. Um beijo! ❤

twitter | instagram | snapchat | e-books

(Quase) Férias!

Oi! Julho costuma ser época de férias, Camp NaNoWriMo e um alívio para juntar mais forças pro restante do ano. Para mim, Julho (junto com Agosto) vai significar outras coisas: casamento, lua de mel e mudança.

É por isso que vou tirar “férias” do blog. Manter a constância de publicar algo aqui toda semana é uma conquista pra mim; mas também é importante saber ter equilíbrio e aproveitar cada momento.

Logo, logo estou de volta! Assine a news pra receber email quando eu voltar: clica aqui.

Até o dia 20 de Agosto!

twitter | instagram | snapchat | e-books

Confiança

É tudo vaidade e, com o passar dos anos, enfado
Continuo me importando sabendo que o mais importante não posso ver
Deus, me perdoa. Estou cega pra Você

O que mais me anima é lembrar de Jeremias
Suas misericórdias se renovam a cada dia
Toda manhã tenho uma nova chance pra mudar a ótica de como viver

“Não confie, pois, na vaidade, enganando-se a si mesmo, porque a vaidade será a sua recompensa.” (Jó 15:31)

twitter | instagram | snapchat | e-books

Covarde

Todos os dias, ela acordava em pânico. Pesadelos com o pai, a mãe, as irmãs, a avó. Começou a namorar e seu maior medo tornou-se perdê-lo. Conhecia um novo nível de pavor toda vez que acordava.

Não era amor por eles. Era um medo egoísta. Seu maior terror seria ficar sozinha.

Este e outros minicontos foram publicados no app Diminuto.
Clique aqui para ler todos.

twitter | instagram | snapchat | e-books

Como pode?

“pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele.” (Filipenses 2:13)

twitter | instagram | snapchat | e-books

Da Janela

A lua sobe e o céu escurece
As luzes se apagam, algumas poucas ficam acesas
Uma luz no quarto
Uma luz no banheiro
Uma TV piscando na sala
Uma geladeira aberta com alguém em frente à ela
Cada um vivendo a sua vida
Cada um tendo a sua própria rotina (ou a quebra dela)

Cada um em seu canto, cada um em seu quadrado
Durante o dia, foram os quadrados do escritório
À noite, são os quadrados de cada prédio
Apartamento, casa, quarto de hotel
Cada um com a sua vida

Cada um com a sua vida
e eu aqui bisbilhotando cada uma delas

Cada um tem sua vida
e continua assim:
Cada um com a sua própria vida (ou a falta dela)

twitter | instagramsnapchat | e-books