Da Janela

por Anna Oliveira

A lua sobe e o céu escurece
As luzes se apagam, algumas poucas ficam acesas
Uma luz no quarto
Uma luz no banheiro
Uma TV piscando na sala
Uma geladeira aberta com alguém em frente à ela
Cada um vivendo a sua vida
Cada um tendo a sua própria rotina (ou a quebra dela)

Cada um em seu canto, cada um em seu quadrado
Durante o dia, foram os quadrados do escritório
À noite, são os quadrados de cada prédio
Apartamento, casa, quarto de hotel
Cada um com a sua vida

Cada um com a sua vida
e eu aqui bisbilhotando cada uma delas

Cada um tem sua vida
e continua assim:
Cada um com a sua própria vida (ou a falta dela)

twitter | instagramsnapchat | e-books

Anúncios